Júri Prémio António Gaio

Nuno Dias

Portugal

Luís Nuno Coelho Dias, natural do Porto (20 de Setembro 1971), é Doutorado em Design pela Universidade de Aveiro, mestre em Design Multimédia e licenciado em Design de Comunicação pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto. Leciona na Universidade de Aveiro desde 1999 em diversas disciplinas de projeto e design de interação na Licenciatura, Mestrado e Doutoramento em Design e na Licenciatura de Novas Tecnologias da Comunicação da Universidade de Aveiro ligadas. Desde 2013 é diretor da Licenciatura em Design. Desenvolveu diversos projetos na área design de comunicação, de identidade e de interação. É investigador no Instituto de Investigação em Design Media e Cultura (ID+) nas áreas do design de interação e do design da experiência, com especial enfoque na abordagem fenomenológica e nos paradigmas emergentes da interação corpórea.

Margarida Madeira

Portugal

Margarida Madeira nasceu em Canas de Senhorim, em 1987. Estudou Design de Comunicação, na Faculdade de Belas Artes, na Universidade do Porto, e durante um ano de intercâmbio na Polónia aguçou o seu interesse pela animação.
Em 2012 fez o mestrado em Barcelona, de onde resultaram as curtas-metragens: “Olinda”, “Dona Fúnfia”, “Os Prisioneiros” e “Especialidade da Casa” – que tem sido selecionadas para mais de quarenta festivais e já venceram vários prémios. Residiu em Espanha, Colômbia e México, actualmente vive em Londres, onde desenvolve projectos de ilustração, no seu recente estúdio Pickle Films.

Tiago Alves

Portugal

Radialista, jornalista, divulgador e programador de cinema desde 1995.
Na rádio manteve no ar, na TSF, durante 8 anos, o magazine CINEMANIA. Atualmente, na Antena 1 e Antena 3, coordena e apresenta, o CINEMAX, um magazine com emissões diárias e semanais. Além de se escutar na rádio, o CINEMAX é um canal de cinema online dedicado à atualidade cinematográfica, e um programa de televisão que exibe curtas-metragens na RTP2. Desde 1999 que escreve com regularidade sobre cinema em publicações diferentes: na revista Visão, no diário Jornal de Notícias, e na revista digital Metropolis. Atualmente é programador do Shortcutz Ovar. Acredita que o cinema é maior do que a vida mas espera sempre ser surpreendido pelo real. E costuma dizer que trabalhar a área do cinema é um ócio do ofício.