Conversas CINANIMAdas ‘Da escultura ao cinema de animação – Uma realidade enquanto artista visual’

No dia 16 de maio de 2023, a realizadora de cinema de animação Joana Nogueira apresentou, nas Conversas CINAnimadas, aos alunos do Agrupamento de Escolas Dr. Manuel Gomes de Almeida, o tema “Da escultura ao cinema de animação – Uma realidade enquanto artista visual”. A realizadora, nesta conversa informal, abordou o seu percurso profissional multifacetado enquanto artista visual, e que converge de um lugar-comum. Houve também espaço para a projeção de filmes, imagens de making of dos seus inúmeros trabalhos, e introdução a alguns materiais e objetos que fizeram parte dos filmes nos quais esteve envolvida.

Joana Nogueira

‘Encontro de Cinema e Educação’

Joana Nogueira é licenciada em Artes Plásticas (ESAD.CR, 2009) e Mestre em Ilustração e Animação (IPCA, 2016), sente dificuldade em definir aquilo que faz. Quer fazer tudo aquilo que não está a fazer e adormece a pensar “amanhã é que vai ser”. Faz rimas sem querer. Realizadora de cinema de animação, ceramista apaixonada, construtora de marionetes para stop-motion e colaboradora em criação artística para teatro de marionetas. Uma mão cheia de bonecos.

Paulo Fernandes é o coordenador do Serviço Educativo do CINANIMA. Em julho deste ano
(2023), a convite de Pedro Alves, docente e investigador na Escola das Artes da Universidade Católica Portuguesa participou no ‘Encontro de Cinema e Educação’. Este encontro esteve inserido nas Jornadas de Cinema, Música e Educação (nos dias 13 e 14 de Julho de 2023), organizado pela Escola de Artes da Universidade Católica Portuguesa e pelo Centro de Investigação em Ciência e Tecnologia das Artes (CITAR), e teve como objetivo reunir docentes do ensino básico e secundário, para a reflexão e debate sobre os cruzamentos entre os 3 temas do evento.

No que diz respeito ao ‘Encontro de Cinema e Educação’, a literacia fílmica nas escolas foi o tema principal desse e foi através do Paulo Fernandes que foram apresentadas diversas atividades conduzidas pelo Serviço Educativo do CINANIMA, voltadas para jovens e escolas – como é exemplo o projeto FRAME – ver e fazer cinema, realizado com o apoio do ICA – Programa de Apoio à Formação de Públicos nas Escolas.
Na mesa redonda debateu-se também as metodologias de educação para o cinema, com a participação de Paulo Fernandes (CINANIMA), Carlos Viana (Associação Ao Norte), Irina Raimundo (Indie Júnior), Joana Canas Marques (Batalha Centro de Cinema) e Teresa Garcia (Associação Os Filhos de Lumière). Além disso, este encontro contou com a presença de figuras de relevo na educação cinematográfica em Portugal, trazendo a apresentação e discussão de projetos de literacia fílmica em curso, distribuídos por diferentes programas, instituições e festivais. Paulo Pires do Vale (Comissário do Plano Nacional das Artes) e Elsa Mendes (Coordenadora do Plano Nacional de Cinema) apresentaram políticas públicas na educação para as artes e o cinema. Foi ainda apresentado o Insert, através do coordenador Pedro Alves, com a participação em debate de Cristina Freitas (AE Canelas, Vila Nova de Gaia), Manuel Monteiro (AE À Beira Douro, Gondomar), Maria Antónia Brandão (AE D. Afonso Henriques, Vila das Aves), Maria do Carmo Fontes (AE Padrão da Légua, Matosinhos), Maria José Teixeira (AE Afonso Sanches, Vila do Conde).

Paulo Oliveira Fernandes

Paulo Oliveira Fernandes (1979, Portugal). Mestre em ensino de Artes Visuais, professor do ensino básico e secundário, formador de professores e autor de manuais escolares. Ainda em criança, apaixonou-se pelo cinema de animação e mais tarde, já professor, descobriu o seu potencial didático. Desde 2001, orientou a realização de dezenas de filmes de animação em diversos contextos educativos.

Em 2010, integrou a Comissão Organizadora do CINANIMA – Festival Internacional de Cinema de Animação de Espinho e atualmente coordena o projeto FRAME – Ver e fazer Cinema, cofinanciado pelo ICA – Instituto do Cinema de o Audiovisual através do Programa de apoio à formação de públicos nas escolas.

No que diz respeito ao ‘Encontro de Cinema e Educação’, a literacia fílmica nas escolas foi o tema principal desse e foi através do Paulo Fernandes que foram apresentadas diversas atividades conduzidas pelo Serviço Educativo do CINANIMA, voltadas para jovens e escolas – como é exemplo o projeto FRAME – ver e fazer cinema, realizado com o apoio do ICA – Programa de Apoio à Formação de Públicos nas Escolas.
Na mesa redonda debateu-se também as metodologias de educação para o cinema, com a participação de Paulo Fernandes (CINANIMA), Carlos Viana (Associação Ao Norte), Irina Raimundo (Indie Júnior), Joana Canas Marques (Batalha Centro de Cinema) e Teresa Garcia (Associação Os Filhos de Lumière). Além disso, este encontro contou com a presença de figuras de relevo na educação cinematográfica em Portugal, trazendo a apresentação e discussão de projetos de literacia fílmica em curso, distribuídos por diferentes programas, instituições e festivais. Paulo Pires do Vale (Comissário do Plano Nacional das Artes) e Elsa Mendes (Coordenadora do Plano Nacional de Cinema) apresentaram políticas públicas na educação para as artes e o cinema. Foi ainda apresentado o Insert, através do coordenador Pedro Alves, com a participação em debate de Cristina Freitas (AE Canelas, Vila Nova de Gaia), Manuel Monteiro (AE À Beira Douro, Gondomar), Maria Antónia Brandão (AE D. Afonso Henriques, Vila das Aves), Maria do Carmo Fontes (AE Padrão da Légua, Matosinhos), Maria José Teixeira (AE Afonso Sanches, Vila do Conde).

MENU
This site is registered on wpml.org as a development site. Switch to a production site key to remove this banner.